Ensino público

Há tempos a discussão sobre a melhoria do ensino público é pauta de conversas cotidianas, promessas eleitorais e debates políticos. Fala-se sobre a comparação entre instituições privadas e públicas, bem como sobre modelos de governo voltados à educação. Nesse contexto, ganha importância a discussão sobre as cotas raciais e sociais.

Por conta de problemas históricos e sociais, os sistemas de cotas foram lançados para promover principalmente alunos negros, indígenas e provenientes de escolas públicas no seu ingresso às universidades.

A Lei nº 12.711/2012 garante 50% das vagas das Universidades Federais e dos Institutos Federais de Educação para alunos que fizeram o Ensino Médio em escolas públicas municipais, federais ou estaduais. Os alunos de escolas públicas cuja família possui baixa renda, será favorecido com uma parcela de vagas destinadas somente a eles. Também são incluídos nesse mesmo sistema os afrodescendentes.

A população se divide na aprovação desse sistema, ampliando o debate sobre o tema. Para discutí-lo, é preciso considerar fatores históricos e sociais consistentes, além das perspectivas individualistas. E você? Concorda?

Escreva no nosso Conecte-se para apresentar seu posicionamento.

1 Comentário

Entre na discussão e nos diga sua opinião.

régisresponder
setembro 07, 2015 em 09:09 AM

A melhoria do ensino público é algo que vem ganhando força nos últimos tempos, pois a sociedade vem discutindo e apoiando sua melhoria . para ajudar, seria ótimo que sistemas de melhora à educação dos alunos de ensino público fossem criados.
Por causa da diferença entre a educação de escolas públicas e particulares, vários alunos são prejudicados por terem baixa renda.para melhorar essa situação, também concordo em garantir 50% das vagas das universidades federais e institutos federias a esses alunos, incluindo os afrodescendentes.
caso a sociedade em geral apoie em fazer a melhora da educação pública e o governo concorde em ajudar, a baixa renda não será um problema tão grande aos alunos de escolas governamentais,quando eles quiserem passar em boas universidades, e, portanto,o preconceito diminuirá e o nível de escolaridade dos alunos com baixa renda aumentará .

Responder: régis Cancelar resposta